Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, Brazil
Coberturas do Circuito cultural do RJ. Shows, eventos, teatro, cinema, festas,vips,moda...Tudo que acontece na vibração 40º.

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Banco do Brasil apresenta e patrocina - Madrugada no Centro

CCBB-RJ recebe a última edição da quarta temporada das animadas festas temáticas com DJs, shows, debate e intervenções na área externa.
A noite de 24 de fevereiro traz os ritmos dançantes da África Contemporânea, com viradão da exposição Ex Africa e ingressos a preços populares.
Evento reúne Festa Makula, Tambores de Olokun com participação especial de Sagrace Menga, Show de Lucy Alves com participação especial de Tássia Reis e Afrobapho.

O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB-RJ) promove mais uma edição do projeto “Madrugada no Centro”. O evento, que tradicionalmente ocorre na área externa do CCBB, receberá cinco festas ao todo, sendo uma por mês, e mistura DJs conhecidos do grande público e artistas convidados, compondo um ‘setlist’ temático para cada edição. A próxima e última edição da quarta temporada acontece na noite de sábado, 24 de fevereiro, junto com o viradão da exposição “ExAfrica”. Ou seja, quem for à festa poderá visitar a exposição no CCBB, que ficará aberta durante o evento, das 23h do dia 24 de fevereiro até as 5h da manhã.
A noite começa com a Festa Makula, ao som de ritmos africanos, como afrobeat, highlife, benga, ethio jazz, kuduro etc. Em seguida, soam os Tambores de Olokun, com batuques de candomblé e maracatus de baque virado, com participação da cantora congolesa Sagrace Menga e seus cantos de Kinshasa, capital da República Democrática do Congo. Depois, o show é de Lucy Alves, que traz um repertório multicultural em noite de pluralidade e novos encontros. A cantora convida Tássia Reis e os Tambores de Olokun, que retornam ao palco unindo a música regional nordestina ao maracatu, no ritmo dos tambores africanos, de Gonzaguinha à Nação Zumbi. Soltando o verbo contra o racismo, toma o palco o eletrizante coletivo baiano Afrobapho, formado por jovens negros de Salvador. A noite termina com a Festa Makula.
O primeiro evento dessa edição aconteceu no dia 11 de outubro, com a festa Sotaque Carregado, conduzido pelo DJ MAM, apresentação do Carimbloco e show de Felipe Cordeiro com participação especial de Dona Onete. Dia 18 de novembro foi a vez de comemorar o Dia da Consciência Negra, com 72 horas de atividades, mais shows de Soul de Santa, Larissa Luz, MV Bill, Caio Prado, Festa Trap'in e QXO. Em 16 de dezembro, o Madrugada celebrou a Diversidade, trazendo Minha Luz é de Led, show de Rico Dalasam com participação de São Yantó e Pocket Show do Coletivo As Travestidas. Nos dias 5 e 6 de janeiro, teve roda de conversa sobre Carnaval, ensaio do bloco Vem Cá Minha Flor e uma grande noitada com DJ Calani, Festa Desbunde, Festa Xêpa,Orquestra Céu na Terra e participações de Emanuelle Araújo e João Cavalcanti.
Realizado desde 2013, o projeto mantém a tradição de resgatar a vida noturna e musical do Centro do Rio, em linha com o movimento de revitalização da região. “Madrugada no Centro” é um convite para uma viagem à musicalidade carioca.



PROGRAMAÇÃO
24 de fevereiro: África Contemporânea
Festa Makula + Tambores de Olokun com participação especial de Sagrace Menga + Show de Lucy Alves com participação especial de Tássia Reis + AfroBapho 
Makula: Festa de música africana, criada no início de 2009 no Rio de Janeiro. Marcam presença nos seus sets ritmos como afrobeat, highlife, jujumusic, soukous, ndombolo, voodoo funk, benga, chimurenga, mbaqanga, ethio jazz, semba, kuduro etc.
Sempre seguindo uma filosofia musical panafricanista (restrita à África, e não à diáspora negra em geral), os DJs Lucio Branco e Zé McGill mostram a potência dos sons e ritmos do continente original em um repertório muito pouco – quando nunca – executado pela grande maioria dos DJs cariocas, e mesmo pelos DJs de outros estados do país. Desde 2009, a MAKULA é co-produtora das edições cariocas do FELA DAY, evento anual que celebra o nome e o legado do músico e ativista nigeriano FelaKuti.
Tambores de Olokun: Grupo percussivo que tem como inspiração e referência a linguagem do candomblé e a formação dos maracatus de baque virado da cidade do Recife (PE). Criado, em 2012, pela união do percussionista Alexandre Garnizé com seus alunos e alunas, o grupo explora as raízes musicais, históricas e religiosas dessa expressão cultural. Carregando a identidade de seu mestre (ou aluno mais antigo, como prefere) e demais integrantes, valoriza e respeita as tradições, mas enxerga o contexto da cultura afro-brasileira como um universo que abrange muito além da reprodução do maracatu.
Lucy Alves: Nascida em João Pessoa (PB), a instrumentista Lucy já tocava violino e se apresentava com as irmãs desde os oito anos de idade. Integrou orquestras importantes do Nordeste, e com o grupo musical da família (Clã Brasil) gravou oito álbuns e conquistou o Nordeste no ritmo da música regional. Um dia seu caminho se cruzou com o de Alceu Valença, e passou a participar de sua banda em shows pelo Brasil e Europa. Revelada em 2013 como uma das finalistas do The Voice Brasil, sua jornada rendeu elogios da crítica especializada. Lucy dedica-se agora ao próximo álbum, pela Warner Music, misturando o regional, sua marca registrada, com o pop contemporâneo.

Tássia Reis: Em 2016, Tássia lançou “Outra Esfera”, disco que se destaca por letras fortes, beats pesados e rimas ritmadas. Ao longo de todas as faixas, é possível perceber uma artista madura, segura e livre. Tássia já se apresentou em importantes palcos do Brasil, como o Centro Cultural Rio Verde, Auditório Ibirapuera, Circo Voador, Itaú Cultural, Cine Joia, CCBB e principais unidades da rede Sesc, sempre unindo o público das festas de rap aos festivais de jazz. Além da carreira solo, a artista é integrante do coletivo feminino “Rimas & Melodias”, composto por sete mulheres do hip hop. Tássia Reis será a convidada especial no Show de Lucy Alves com os Tambores de Olokun, em formação especial para a noite, cantando entre outras músicas A Dança, de Chico César, com os tambores africanos de fundo.
Afrobapho: O coletivo é formado por jovens negros de Salvador – BA, e utiliza as artes integradas como ferramenta de mobilização e sensibilização social. Com performances exclusivas para o projeto Madrugada no Centro, o show traz narrativas de diásporas africanas em três momentos diferentes. O primeiro,“Exaltação da História Ancestral”, faz uma homenagem aos Orixás, acompanhando a música “Saudação”,de Rita Ribeiro, passando pelo Coração do Mar, de Elza Soares, e encerrando com a performance “Quanto Pesa?, de Luciane Dom. Em seguida, o grupo apresenta o “Afropresentismo”,em uma crítica ao racismo institucional, genocídio da juventude negra, dissidências de sexualidade e gênero, com performance de músicas de artistas como Racionais MCs e Linn da Quebrada. No terceiro e último bloco, o grupo apresenta o “Afrofuturismo”, com performance de Vogue, ao ritmo de funk e hip hop.

Link:https://www.facebook.com/AFROBAPHO/videos/1196468463816851/

PRODUÇÃO E CURADORIA: PAITA PRODUÇÕES ARTÍSTICAS


SERVIÇO
MADRUGADA NO CENTRO
24 de fevereiro: África Contemporânea
Horário: 22h às 4h
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e 10,00 (meia)
Vendas: Bilheteria do CCBB, de 9h às 21h, e através do site www.eventim.com.br
Classificação etária: 18 anos
Espaço sujeito a lotação
End.: Rua Primeiro de Março, 66 – Centro – Rio de Janeiro

Tel.: (21) 3808-2000
Programação completa: www.facebook.com/madrugadanocentro

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Camarote Premiere - Carna RIO Sheraton



Na última sexta, 16/2, rolou uma super festa pós carnaval. O Sheraton Grand Rio serviu de palco para o super Camarote Premiere.



Uma super equipe formada pelos excelentes profissionais, Vinícios Viana, Bruno Coelho e Diego Aguiar comandaram esse evento repleto de gente descolada e bonita.



O evento contou com Djs como nada menos que , Rafael Nazareth, Adam Clein, Dan Matt e  Andrew Gracie animando noite a dentro.  



No esquenta a galera contou com um delicioso open bar.

Festival do Ano Novo Chinês no Rio



Após a primeira edição bem sucedida, esse ano, o Consulado da China vai realizar três dias de comemoração, com o objetivo de apresentar e divulgar mais sobre a cultura chinesa aos cariocas.

O evento é gratuito e será comemorado nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro, na Cidade das Artes, e vai contar com a participação da comunidade chinesa, empresas chinesas, e do OiChina.

Carregada de informações e curiosidades sobre a cultura milenar e moderna da China, a festa vai estar repleta de atividades culturais como músicas, danças, artes marciais, exposições, tendas e comidas típicas.

Assim, convidamos a todos para se juntarem a nossa festa. Será uma grande alegria ter a sua presença em um evento tão importante para nós.

Mais informações: www.oichina.com.br 

Curso de Mandarim || Intercâmbio || Traduções


SERVIÇO:

Data: De 15/2 a 17/2
Local: Cidade das Artes
Contato: 21) 3328-5300

CANTOR FELIPE CAMARGO NO CAFÉ ETÍLICO - Renda revertida para a Associação Civil de Amparo ao Menor


Depois do sucesso do primeiro show, no final de janeiro, o cantor e compositor, Felipe Camargo voltará a se apresentar no Café Etílico, no Recreio dos Bandeirantes, no Rio. Dessa vez, ele fará um show solo, na sexta-feira, 23 de fevereiro, às 22h.

No repertório, alternando entre o violão e a guitarra, algumas músicas autorais, como a atual de trabalho, “Lembranças de um verão” (https://youtu.be/6NELuCQyMjY), além de “Deixa rolar” e “Ilha do amor”. Felipe também mostrará versões de canções como “Telegrama” (Zeca Baleiro), “Olhos coloridos” (Sandra de Sá), “Vapor barato” (O Rappa), entre outras. A renda do show será revertida para a Associação Civil de Amparo ao Menor, “A minha casa”, que fica no bairro de Campo Grande.

“O primeiro show no Café Etílico foi maravilhoso e a expectativa é a melhor possível para essa segunda apresentação”, diz Felipe Camargo, que mistura em sua música de lançamento, o som do sertanejo universitário com as guitarras pesadas do rock ‘n roll.

Natural da cidade do Rio de Janeiro, o cantor começou a se interessar por música aos sete anos de idade, quando ganhou o seu primeiro violão, dado pelo pai. Neste mesmo período, se apaixonou pela música clássica, graças às referencias do som que a sua mãe ouvia. “Por causa dela, comecei a ouvir artistas como ChopinBeethoven,Mozart e Bach”, conta ele, que em sua trajetória musical, fez parte das bandas de rock metal, Rhamses e Fell Hard.

A sua versatilidade está nas misturas de referências musicais, que vão desde o clássico hard rock, passando peloreggae e pop. Além do violão, Felipe toca piano, bateria, guitarra, gaita, trompete, contrabaixo e flauta doce.



Serviço:
Apresentação do cantor Felipe Camargo
Dia – Sexta-feira – 23/02
Local – Café Etílico Recreio
Abertura da casa - 20 horas
Horário de início do show – 22h
Telefones: (21)2490-1684 / 99978-8777
Capacidade da casa: 200 pessoas
Valor: R$ 20,00
Forma de pagamento: Dinheiro e cartões de crédito (Mastercard, Visa, Diners e Amex) e Débito (Visa Electron, Elo e Maestro)
Classificação etária: livre
Duração do show: 120 minutos
Obs.: A renda será revertida para a Associação Civil de Amparo ao Menor “A minha casa”.

Redes sociais do cantor Felipe Camargo
Instagram - @felipecamargomusic
Facebook - @felipecamargomusic
YouTube – Felipe Camargo

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

O Rio Não Para! Não Para Não...

Quem disse que o carnaval acabou? Ressaca que nada, vem aí, O Rio Não Para, em sua 6ª edição e no seu B-day de 1 ano.


Encerrando o carnaval com chave de ouro, o aniversário  mais esperados pela galera antenada, vai receber em seu palco 360º, o cantor Ferrugem e o príncipe do pagode, Dilsinho. Uma noite de paixão, animação e diversão garantida. O local escolhido para o evento será novamente o salão Brisa do Hotel Grand Mercure Rio.



Ferrugem, que é um dos organizadores dessa mega festa, apresentará seus sucessos gravados em seu mais recente DVD. Dilsinho além das canções mais bombadas de seu disco, músicas escritas por ele e cantadas por Sorriso Maroto e até mesmo o Ferrugem.



“O.R.N.P” surgiu de uma resenha entre amigos, quem quisesse chegar era bem chegado, chegou e foi chegando cada vez mais conhecidos. Quando perceberam, o “fuzuê” estava formado, daí nasceu o Rio Não Para.
A resenha era tão boa, que diversos artistas e cantores começaram a freqüentar. O sambista Ferrugem virou sócio e anfitrião dos convidados, que chegavam por conta própria.
Daí os organizadores partiram pra um evento a cada dois meses num hotel. Cresceu muito mais, recebendo inclusive pessoas de outros estados do país, que vem para a Cidade Maravilhosa especialmente para a festa.
Atualmente no Grand Mercure, hotel na Barra da Tijuca, os organizadores já se preparam para levar essa festança para o nordeste, centro oeste e sul do país, fechando a semana do melhor carnaval do Brasil
Surpresas podem acontecer, como a presença de outros artistas da música. Na line up da noite, Alle Souza e Thiago Mello (residente). 

Atenção: Menores de idade não entram. 



Estão sendo oferecidos pacotes exclusivos de hospedagem para os que quiserem curtir esse mega evento e desfrutar de um dos melhores hotéis 5 estrelas do Rio de Janeiro.
Aniversariantes podem se informar sobre promoções através do e-mail: orionaopara.ferrugem@gmail.com. 


SERVIÇO:

- O RIO NÃO PARA – 01 ANO
Atrações: - Ferrugem – Dilsinho
Line Up: - Alle Souza e Thiago Mello (residente)
Dia: - 16 de fevereiro
Local: - Hotel Grand Mercure (Av. Salvador Allende, 6555 - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - RJ, 22780-160 / Telefone: (21) 2153-1800
Horário: - 21h – Abertura/DJs
- 00h – Shows
- 05h - Encerramento
Ingressos: - Unissex - Valor promocional de meia para todos
- Pista: - R$ 70 (meia) -
- Área Vip: - R$120
➥ Camarotes 1,2,3, 4, 14 e 15: R$ 3500,00 com R$ 3000,00 de consumo + 1 Boné + Garçom + Banheiro Exclusivo + 15 Cortesias
➥ Camarotes 5,6,7,8,9,10,11,12 e 13: R$ 3000,00 com R$ 2500,00 de consumo + 1 Boné + Garçom e Banheiro Exclusivo + 15 Cortesias
Vendas: - On Line
https://www.ingresse.com/ingressos-o-rio-nao-para-bday-1-ano-16-02-18
Ponto De Venda:
- ThankFul Gentlemen´s (Av. Das Américas. 12.300, loja 136 – Shopping BlueCenter – Barra Da Tijuca – Rio/RJ - Lojas South:
F. Etária: - 18 anos
Info: - (21) 97407-4656 \ 96443-8499 \ 99632-0217
Realização: Rio + Entretenimentos -

Feijoada Sua Linda fecha o carnaval 2018 com chave de ouro



Gente bonita, alto astral, alegria e muitas delícias no buffet foi assim a mais top das tops das feijoadas carnavalescas de 2018.





Alegrando o último dia de carnaval, o Hotel Pullman São Conrado em parceria com uma equipe de primeira realizou a primeira edição da Feijoada sua Linda em um ambiente super agradável e descontraído.



Assinando a deliciosa feijoada, o renomado cheff executivo do Pullman Rio, Rubens Gonçalo com sua equipe com mais de 20 anos de casa.



Para animar o evento, os convidados contaram com uma perfeita roda de samba do Leblon e sacudindo a pista renomeados Djs que não deixavam a galera parar nem um instante.

Um evento para ninguém por defeito....

O Carioca 40 graus parabeniza toda a equipe envolvida no evento.




terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Banco do Brasil apresenta e patrocina O cinema de John Akomfrah: Espectros da diáspora

Celebrado cineasta ganês-britânico ganha retrospectiva inédita no Centro

Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro,
de 14 de fevereiro a 5 de março de 2018.

Obra de vanguarda reflete sobre a disseminação de culturas de matriz
africana, abordando temas como identidades diaspóricas, tensões
interraciais, afrofuturismo e os usos do arquivo no cinema.
Filmes sobre Malcom X, Martin Luther King, Stuart Hall, movimento
blackpower britânico e imigração fazem parte do programa, além de debate

e aula magna com o historiador de arte T.J. Demos.



De 14 de fevereiro a 5 de março de 2018, o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB)
do Rio de Janeiro apresenta retrospectiva inédita dos filmes de John Akomfrah.
Celebrado cineasta, nascido em Gana, Akomfrah é pioneiro na abordagem de vanguarda
sobre a diáspora africana. Sua obra é reconhecida por refletir sobre a luta contra a
opressão racial e denunciar ramificações contemporâneas do colonialismo. A mostra
incentiva o debate e traz ao país, pela primeira vez, o renomado historiador da arte T.J.
Demos (Universidade da California), para uma aula magna, no CCBB. A curadoria é de
Rodrigo Sombra e Lucas Murari.
A mostra apresenta 19 filmes, a maioria inédita no Brasil, entre ficções, documentários e
videoinstalações. O programa traz um amplo painel sobre a disseminação das culturas de
matriz africana no ocidente, traçando um percurso que cobre desde as raízes da

escravidão, em trabalhos como Tropykos (2015), a obras de ficção científica de
inspiração afro-futurista, como O último anjo da história (1995).
Destacam-se também filmes dedicados a figuras seminais da cultura negra, propondo
diálogos imaginários com personagens históricos na luta política antirracista: Malcolm X,
Martin Luther King e Stuart Hall. Longe de serem documentários convencionais, esses
filmes tomam o relato biográfico como premissa para um salto na experimentação
formal, na busca por uma linguagem própria apta a abordar as tensões inerentes à
subjetividade diaspórica.
Além dos trabalhos de Akomfrah, serão exibidos dois filmes de Reece Auguiste, um dos
mais proeminentes artistas do Black Audio Film Collective. A retrospectiva inclui ainda
uma sessão especial do filme Borderline (1930), de Kenneth Macpherson. Clássico do
cinema silencioso de vanguarda do Reino Unido, o filme parte de um triângulo amoroso
para fazer considerações sobre relações interraciais, preconceito, tratamento de classe,
questões de gênero e sexualidade.



SERVIÇO
Mostra retrospectiva
O CINEMA DE JOHN AKOMFRAH
Curadoria: Rodrigo Sombra e Lucas Murari
De 14 de fevereiro a 5 de março de 2018
Quarta a segunda, das 9h às 21h
Local: CCBB RJ –Cinema I
End.: Rua Primeiro de Março, 66 – Centro – Rio de Janeiro
Distribuição de senhas com uma hora de antecedência na bilheteria do CCBB
Espaço sujeito a lotação
Gratuito
Tel.: (21) 3808-2000
Programação completa: http://mostraakomfrah.com.br/